half banner

Sinopense ganha último torneio e cuiabano é campeão de tênis

2018 terá torneios em Cuiabá, Sinop, Sorriso, Primavera do Leste, Rondonópolis e Alto Araguaia

A etapa do Circuito Estadual de Tênis de Mato Grosso, etapa nomeada ALT Brasil Master Tênis 2017, na categoria 1ª Classe Profissional, que ocorreu de 06 a 10 de dezembro, na Cia do Tênis, em Cuiabá, e se consagrou o campeão da etapa. E o cuiabano, Robson Nunes perdeu nas semifinais, mas conquistou o título de campeão estadual geral pelo ranking mato-grossense de tênis.

“Dezembro é um período muito chuvoso e isso se reflete no tênis. Com as quadras encharcadas da chuva, o piso de saibro fica fofo e isso faz a bola quicar menos. Assim a partida fica mais difícil, os tenistas têm de se adaptar e a estratégia de jogo muda. Nessa situação é legal cortar mais a bola, usar o slice e as curtas e ir para a definição. Neste ano disputei seis torneios, venci em cinco deles e fui vice no outro. Só tive uma única derrota no ano e foi para o Robson”, conta Spiering.

Mathaus Spiering foi o campeão dessa última etapa do Circuito Estadual de Tênis, mas Robson Nunes foi o campeão geral do ano. Nunes ficou em 1º lugar no ranking, na categoria 1ª Classe Pro, com 1230 pontos e participação em onze dos doze torneios do ano. Já o sinopense, Mathaus Spiering ficou em 2º lugar com 1100 pontos e participação em seis das doze etapas. Depois ficou outro sinopense, Caio Marques na 3ª posição com 900 e participação em seis das doze etapas.

O Circuito Estadual de Tênis é promovido pela Federação Mato-grossense de Tênis (FMTT) em parceria com os clubes sede: Clube Monte Líbano, Circulo Militar de Cuiabá, Academia Tennis Company, Cuiabá Tênis Clube, Cia do Tênis, Sinop Tênis Clube e Academia Ace Tênis.

Balanço

De acordo com o presidente da Federação Mato-grossense de Tênis (FMTT), Rivaldo Barbosa, a instituição realiza o Circuito Estadual desde 2007, quando foi reativada após um período de inatividade. Mas, segundo ele, de 2011 até 2014 foram os anos mais penosos do tênis, pois os torneios tinham baixa adesão de tenistas. Contexto que começou a mudar em 2015, com a reestruturação da FMTT e com a aplicação de uma política de maior envolvimento dos clubes.

“2017 ratificou um trabalho iniciado três anos atrás, com a reorganização da federação e do formato do Circuito Estadual. Conseguimos o êxito de bater recordes de inscritos nos torneios e também de ter uma integração efetiva com o interior, onde destacamos a participação de Sinop, Sorriso, Primavera do Leste, Tangará da Serra, Lucas do Rio Verde, Rondonópolis e Barra do Garças. E outra mudança foi o crescente interesse de patrocinadores do tênis”, diz Barbosa.

Mérito

Durante a cerimônia de premiação dos campeões do torneio ALT Brasil Master Tênis 2017, nesse último domingo, o presidente da federação foi homenageado por dirigentes de clubes, atletas, professores e demais membros da FMTT. Tendo recebido uma placa como símbolo de Honra ao Mérito pelos serviços prestados ao tênis mato-grossense. Rivaldo Barbosa foi eleito para presidir a federação de 2015 até 2018, período reconhecido pelo despertar e progresso da modalidade.

“Homenageamos pelos serviços prestados nesse tempo de mandato. Carregou praticamente sozinho toda a carga de trabalho da federação. E o principal resultado desse esforço foi ter recebido uma federação com média de 60 tenistas por torneio e ter elevado para cerca de 270. Um grande salto para o tênis, que estava em dificuldade. Hoje o cenário é o oposto. Os torneios atraem atletas, público e patrocinadores”, disse o diretor da Cia do Tênis, Lucas Gallego Lima.

Categorias:NOTÍCIAS

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

Navegação Rodapé