PI 27102 Prefeitura de Cuiabá - Campanha Mutirão Fiscal 2018

Imunização de HPV abaixo do esperado

Em Mato Grosso, a cobertura vacinal contra a infecção pelo HPV (papiloma vírus humano) está abaixo do recomendado quando se trata da aplicação da segunda dose e da imunização de meninos na faixa etária preconizada. Dados do Ministério da Saúde (MS) mostram que, de 2014 a 2017, o Estado atingiu 83,50% de imunização entre as meninas de 09 a 14 anos durante a aplicação da primeira dose da vacina. Mas, durante a segunda aplicação, esse percentual cai para apenas 51,34%.

Quanto aos meninos de 12 e 13 anos, apenas 50,1% do público alvo receberam a vacina, em 2017. A meta de imunização é de 80%, sendo que a cobertura vacinal só está completa com as duas doses. Em Cuiabá, a prevalência do HPV na população chega a 61,5%. O papiloma vírus humano é transmitido sexualmente e apontado como uma das principais causas do câncer do útero.

Preocupado com dados como estes, o MS lançou mais uma campanha que visa alertar sobre a importância da imunização e, com isso, aumentar a cobertura vacinal dos adolescentes de 9 a 14 anos contra o HPV, além da meningite “C”. Conforme o MS, desde 2014, início da vacinação para o HPV no SUS, foram distribuídas 32,9 milhões de doses. Para este ano, foram adquiridas 14 milhões de doses da vacina contra HPV.

“É importante ressaltar que esta é uma campanha informativa e de esclarecimento e não uma campanha de vacinas. A campanha é importante para alertar as pessoas sobre a necessidade da vacinação, esclarecendo o que é mito e boato, e informações verdadeiras, baseadas em estudos científicos”, observou a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, Carla Domingues.

Ela lembra que as vacinas contra o HPV e a meningocócica “C” fazem parte do calendário de rotina disponível nas unidades do SUS, durante todo o ano e que esta é uma campanha de mobilização para que sejam vacinadas contra o HPV, meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos.

Neste ano, o Ministério da Saúde também ampliou a faixa etária da vacina meningite ‘’C”, que agora passa a ser 11 a 14 anos de idade. No ano passado, estavam sendo vacinados contra a doença meninas e meninas de 12 a 13 anos. A meta é atingir 80% do público alvo. A campanha mobilização para a vacinação foi lançada, ontem, pelo ministro Ricardo Barros. Em todo país, o Ministério da Saúde está convocando 10 milhões de jovens e adolescentes para se vacinar contra meningite e o HPV.

Vale lembrar que um estudo recente feito pelo MS mostra que Cuiabá está entre as capitais com maior prevalência da infecção pelo HPV (Papiloma Vírus Humano). Na capital mato-grossense, a prevalência chega a 61,5% entre as pessoas que participaram do levantamento em parceria com o Hospital Moinhos de Vento de Porto Alegre (RS). O levantamento sobre a incidência abrangeu um total de 7.586 entrevistas, sendo que 2.669 foram analisadas para tipagem de HPV.

Categorias:MAIS NOTÍCIAS

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

Navegação Rodapé