PI 27102 Prefeitura de Cuiabá - Campanha Mutirão Fiscal 2018

ELEIÇÕES 2018 – “Estrada Verde” é alternativa para tráfego intenso entre Cuiabá e Rondonópolis

Mesmo com recursos garantidos pelo BNDES, obra está parado no meio, alerta Wellington Fagundes, candidato ao Governo de MT pelo PR

O trecho das rodovias federais BR-163 e BR-364 de Cuiabá a Rondonópolis se destaca no número nacional de acidentes frontais de veículos no Brasil. Uma das alternativas para reduzir esse número, explicado pelo intenso tráfego de cargas, poderia ser a chamada “Estrada Verde”: uma rota entre os dois municípios que vem sendo defendida por Wellington Fagundes, candidato ao Governo do Estado pelo PR, como alternativa para carros menores.

O trecho rodoviário soma 200 quilômetros e está projetada como MT-040. Conecta o distrito de Fátima de São Lourenço, em Juscimeira, a Mimoso, distrito de Santo Antônio do Leverger. Além de ampliar as opções de ligação entre a capital e Rondonópolis, a “Estrada Verde” tem o diferencial de ser uma rota com grande potencial turístico. “Já era para ser a nossa primeira rodovia ‘verde’, pois se aproxima do Pantanal mato-grossense e permite que os motoristas contemplem as belezas desse ecossistema”, observa Wellington.

Atualmente, os 77 km que faltam ser asfaltados estão parados pelo Governo do Estado. Os recursos para a obra, da ordem de R$ 68,7 milhões, foram garantidos junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). “Infelizmente, é um desses projetos que, mesmo com recursos em caixa, está parado literalmente no meio, embora as ‘pontas’ estejam pavimentadas. Não podemos permitir que esse tipo de descuido continue acontecendo no Estado”, comentou o candidato.

A chapa encabeçada por Wellington Fagundes é a maior frente de oposição ao atual governo de Mato Grosso e é composta por dez partidos (PR, PMN, PROS, PC DO B, PODEMOS, PP, PT, PV, PRB e PTB). ‘A Força da União’ tem Sirlei Theis, como candidata à vice-governadora, Adilton Sachetti (PRB) e Maria Lúcia Cavalli (PCdoB) candidatos ao Senado Federal.

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

Navegação Rodapé