OPOSIÇÃO – Deputado Wilson Santos diz que pacote de Mauro não é suficiente

Logo na primeira sessão do ano, na segunda-feira (4), o deputado estadual Wilson Santos (PSDB) mostrou que deve fazer oposição ferrenha a gestão do governador Mauro Mendes (DEM). Alegando que as medidas adotadas não surtirão efeitos nas finanças públicas. O parlamentar propôs a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a sonegação e renúncias fiscais do Estado.

Para Wilson Santos, o pacote de medidas proposto pelo Executivo e aprovado pela Assembleia Legislativa, não serão suficientes para garantir o reequilíbrio fiscal do Estado. “O Estado já passou por situações muito mais difíceis e graves que esta. Eu já dizia que ela era tímida, que não resolverá o problema do Estado. Daqui a um ano, Mauro Mendes estará de volta aqui na AL batendo à porta pedindo água”, disse o deputado.

O tucano acusa Mendes de não ter cumprido com a palavra quando garantiu que iria promover uma drástica redução da máquina pública visando corte de gastos. Isto porque, de acordo com ele, mesmo a reforma administrativa, o governador aumentou o número de cargos comissionados no Palácio Paiaguás.

“Disse ao Agro que precisava aumentar a tributação porque faria o dever de casa. A economia que ele tem até agora é de apenas R$ 3 mil. Esta reforma é pequena, tímida, não vai resolver. Quando dissemos que era preciso taxar o agro, firmamos o compromisso de diminuir o tamanho do Estado, mas o gasto com os comissionados aumentou”, enfatizou o deputado.

Diante disso, Wilson sugeriu aos seus colegas de parlamento que fosse criada uma CPI para tratar sobre as sonegações e renúncias fiscais concedidas pelo Estado. “Quero pedir aos parlamentares apoio ao requerimento. Já foram feitas duas CPIs sobre este tema, mas precisamos aprofundar. Ainda há grandes produtores que sonegam. Quem tiver interesse, peço que assine”, disse.

Categorias:NOTÍCIAS

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

Navegação Rodapé