CÂMARA MUNICIPAL: Presidente, vereador Misael Galvão quer aproximação com o povo

O novo presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Misael Galvão (PSB), assumiu a presidência no dia 1º de janeiro de 2019. Sua trajetória teve início como líder dos camelôs da região central de Cuiabá na década de 80. No ano de 2004 Misael Galvão ingressou na política e se candidatou a vereador por Cuiabá. Conquistou 1.675 e ficou como segundo suplente pelo PV.

Em 2008, obteve 3.069 e ficou como primeiro suplente pelo PR. Em 2010 foi candidato a deputado estadual pelo PR e obteve 4.551 votos. Em 2012, 2.526 votos e novamente primeiro suplente pelo PR, e em 2016 foi eleito vereador com 5.095 votos pelo PSB, o segundo mais votado.

Em 2017 foi apontado como o vereador mais atuante de Cuiabá no 120º Seminário Brasileiro de Prefeitos, Vereadores, Procuradores Jurídicos, Controladores Internos, Secretários e Assessores Municipais, promovido pelo Instituto Tiradentes, nos dias 09 e 10 de novembro, em Goiânia.

No dia 1º de janeiro Misael Galvão assumiu a presidência da Casa de Leis para o biênio 2019/2020 após concorrer em chapa única e ser eleito com 23 votos. A Mesa Diretora é composta por Vinycius Hugueney (PP) como vice-presidente; Marcos Veloso (PV), como 2° vice-presidente; Adevair Cabral (PSDB), como 1° secretário e Orivaldo da Farmácia (PRP), como 2° secretário.

Misael coloca como uma de suas prioridades estreitar o relacionamento da Casa com o cidadão cuiabano. “A casa do povo tem que comunicar com o povo. Vamos fazer este trabalho de dialogar com todos os segmentos organizados, com a imprensa e fazer um trabalho voltado para a sociedade cuiabana”.

Questionado sobre como pretende apagar a imagem negativa que a população cuiabana tem da Câmara Municipal, Misael Galvão explica que irá manter o seu trabalho, que é feito desde o tempo em que era presidente de bairro, e do shopping popular.

“Vou fazer aquilo que sempre fiz na minha vida. Respeitar as pessoas, trabalhar em equipe, agregar, conciliar e dialogar. Se eu fizer este dever de casa, teremos um resultado positivo”, avalia.

Sobre sua trajetória de camelô a presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, ele reflete: “Primeiro é por permissão de Deus. Depois, sempre tive o apoio muito forte da minha família, sempre trabalhando em equipe com a diretoria da Associação do Shopping Popular e com apoio da nossa classe, e nunca tive medo de errar. Sempre tive coragem de tomar decisões e sempre fui determinado, ousado, quebrando paradigmas, trabalhando muito com a verdade, com seriedade e responsabilidade, respeitando as pessoas. Sou uma pessoa muito abençoada por Deus. Eu sinto que Deus é muito generoso com a minha pessoa”.

Nova estrutura – Misael Galvão assume a presidência da Mesa Diretora com ferramentas necessárias à mudança de estrutura da Câmara. Ele conseguiu aprovar, na sessão extraordinária que encerrou os trabalhos legislativos de 2018, duas mensagens que objetivam dinamizar a gesto.

O primeiro projeto refere-se à reestruturação do quadro funcional do Legislativo com a extinção de 14 cargos. O segundo criou uma nova secretaria. “A nova estrutura não criou impacto financeiro e ainda foram extintos 14 cargos, e também irá atender uma ordenação de cargos exigidos por órgãos fiscalizadores”, justifica.

Na gestão da nova mesa diretora serão oito secretarias. “Estamos tirando um pouco da função de atendimento político, para adotar um olhar mais voltado para a sociedade”, pontua.

A principal modificação ocorrerá na Secretaria de Comunicação do Legislativo, que será reforçada com cargos voltados para Propaganda Institucional, Mídias Sociais, Rádio, TV de Núcleo, Reportagem e Operação.

Segundo Misael, estes cargos faziam parte da estrutura de trabalho do Gabinete da Presidência. Com esta reestruturação, o socialista terá a sua disposição na presidência apenas 05 cargos, sendo eles de chefia de gabinete parlamentar, assessoria especial, e três assessorias de gabinete I e II.

Os outros 15 que eram da Presidência passaram para a Comunicação e a Secretaria Geral. Aliado a isso, foi criada a Secretaria Geral, que irá agregar a Coordenadoria de Ações Institucionais que, por sua vez, está subdividida em Chefia de Núcleo de Ações Institucionais, de Apoio aos Movimentos Sociais, da Escola Legislativa e de Apoio à Mulher, à Criança e ao Idoso.

A ela também vai estar ligada a Coordenadoria de Segurança Institucional, que foi criada em função dos furtos e arrombamentos que ocorreram nos últimos anos, causando prejuízos à Casa e também a vereadores.

Ainda foi criada uma coordenadoria para auxiliar as comissões permanentes com a função de dar maior celeridade à análise dos processos legislativos e o acréscimo da palavra Transparência à denominação da Secretaria de Controle Interno. Segundo Misael Galvão, a nova Mesa Diretora quer que a Câmara Municipal de Cuiabá esteja atenta aos anseios da sociedade “que espera e exige maior clareza no trato da coisa pública”.

Primeira dama – Com a posse de Misael Galvão na presidência da Mesa Diretora do Legislativo Municipal, a sua esposa Adélia Galvão já antecipou que irá agilizar ações sociais em busca de soluções para diversos dilemas enfrentados pela população carente da capital.

“Vamos dar continuidade e intensificar o trabalho que já vinha sendo desenvolvido por Sâmara Malheiros”, garante Adélia, referindo-se à esposa do vereador Justino Malheiros que transferiu a presidência para Misael Galvão.

Nascido no dia 16 de agosto de 1969, Misael, hoje com 49 anos, é filho de Madai Oliveira Galvão e Odineri Oliveira Galvão e tem dois irmãos. Viveu sua infância no bairro Pedregal, onde começou a se envolver com atividades em grupo por influência da avó Maria Casimira e da mãe, sempre ativas nos movimentos políticos. Evangélico, tocava saxofone na Igreja Assembleia de Deus.

Seu primeiro emprego foi como vendedor de pastéis. Depois, trabalhou de bancário e logo em seguida optou por vender produtos como sapatos nas ruas da Capital. Casou-se com Adélia Galvão com quem teve três filhos.

Misael Galvão bem jovem já era um dos líderes dos camelôs que trabalhavam no Centro de Cuiabá (1992)

Viveu insegurança diária junto aos demais camelôs que atuavam no Centro, sofrendo a ação enérgica dos fiscais da Prefeitura de Cuiabá, perdendo mercadorias e amargando prejuízos. Logo se tornou um dos líderes dos ambulantes e passou a fazer parte da comissão de negociação com autoridades municipais e estaduais em busca de uma solução para o impasse que reinava à época.

No dia 21 de abril de 1995, viveu uma dos episódios mais marcantes de sua vida. Junto a outros cerca de 400 camelôs, foi retirado com força policial do Centro e levado para o bairro Dom Aquino. Houve resistência, confronto, mas a transferência foi inevitável. A maioria não acreditava que conseguiria sobreviver de vendas na área cedida pela Prefeitura longo do centro comercial da Capital.

DIÁRIO DE CUIABÁ – 21 de abril de 1995

Logo nos primeiros dias no Dom Aquino, Misael Galvão foi eleito presidente da Associação dos Camelôs. No local havia apenas piso e dois banheiros. De lá para cá, ele já contabiliza 9 mandatos (perdeu apenas uma eleição por 2 votos) e inúmeros avanços.

Uma das vitórias foi a criação da Lei dos Sacoleiros, uma luta deflagrada em Cuiabá por Misael Galvão e que se tornou nacional, possibilitando aos camelôs sair da clandestinidade que tantos problemas lhes causavam.

Shopping Popular de Cuiabá

Nesses 23 anos, com apoio dos associados, foi transformando a estrutura do Shopping Popular, hoje considerado um dos mais modernos centros de comércio popular do país.

Misael Galvão também construiu uma história como líder comunitário. Na presidência da Associação de Moradores do Dr. Fábio – foi eleito pela primeira vez em 2003 -, conseguiu levar infraestrutura para o bairro, garantindo qualidade de vida para a comunidade.

 

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

Navegação Rodapé