PI 69306 - CAMPANHA: TODA VIDA IMPORTA AL/MT

LEI SECA – 26 motoristas foram presos por dirigirem bêbados

Fiscalizações no trânsito desencadeadas pela Polícia Militar (PM) desde o início do ano já resultaram em 26 prisões de motoristas que insistem em beber e dirigirem bêbados. Somente neste último fim de semana, nove pessoas foram detidas por alcoolemia e outras duas por desacatarem e desobedecerem a autoridade na 14ª Operação Lei Seca, iniciada às 5h45 do domingo (14), na Avenida Dr. Paraná, no bairro Alameda, em Várzea Grande.

Conforme informações da Polícia Militar, em quatro horas de operação, foram realizados 149 testes de alcoolemia e 55 autos de infração de trânsito foram aplicados. Dezessete carteiras de habilitação (CNHs) foram recolhidas e 11 documentos dos veículos. Também foram removidos 20 carros e 8 motos. A operação se encerrou às 9h45.

Já um balanço divulgado pela Polícia Militar, na última sexta-feira revelou que 3.341 testes de alcoolemia foram realizados no primeiro trimestre de 2019. No mesmo período do ano, 17 condutores foram encaminhados para a delegacia.

A ação conjunta deste fim de semana foi coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) e teve a participação do Batalhão de Trânsito, Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Judiciária Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Detran e Guarda Municipal de Várzea Grande.

Para o coordenador do GGI, tenente-coronel Gibson Almeida Costa Júnior, a operação foi positiva, pois além da parte repressiva há o efeito pedagógico.

“Isso faz com que os condutores percebam a ação do Estado e não dirijam sob efeito de álcool, buscando outra forma alternativa de deslocamento. As ações de fiscalização contribuem para que o número de acidentes diminua consideravelmente”, disse.

Por lei, o motorista flagrado dirigindo embriagado terá que pagar multa no valor de R$ 1.915,40. No momento do teste de bafômetro, o condutor que apresentar índice de álcool no sangue superior a 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido (mg/l) é preso, paga a multa, tem a CNH suspensa e responde por crime.

A pena é de detenção de seis meses a três anos. Caso a quantidade de álcool detectada for abaixo de 0,33mg/l, o condutor é autuado, tem CNH retida e paga multa.

 

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

Navegação Rodapé