PI 69336 - SITE O ESPORTIVO - PREF. DE CUIABÁ - CAMPANHA CONTRA O AEDES AEGYPTI

ELEIÇÃO 2020 – DEM quer deputado Eduardo Botelho como candidato em Várzea Grande

Ao que parece o Democratas (DEM) desistiu de emplacar a reeleição da prefeita Lucimar Campos em Várzea Grande. A legenda abriu mão de fazer a consulta ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a possibilidade de candidatura da chefe do Executivo Municipal, e aposta no deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) para a disputa.

O partido acreditava que Lucimar poderia disputar a reeleição no pleito de 2020 apesar de estar à frente do Paço Couto Magalhães por mais de um mandato.

Isto porque, ela assumiu a Prefeitura de Várzea Grande a primeira vez em 2015, devido a cassação do então prefeito Wallace Guimarães (MDB). A sua posse foi determinada pela Justiça Eleitoral por ela ter ficado em segunda colocação na eleição de 2012.

Em 2016, por sua vez, ela disputou e ganhou a eleição. Desta forma, o entendimento seria de que a democrata ainda possuia a prerrogativa de disputar a reeleição.

De acordo com o cacique democrata Júlio Campos (DEM), a legenda desistiu de fazer a consulta devido ao fato de o TSE ter anulado a decisão que beneficiou o ex-governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB), que garantiu na Corte Eleitoral Superior o direito de participar de três eleições seguidas nos anos de 1998, 2002 e 2006.

“Nossa assessoria jurídica chegou a preparar uma consulta baseada em uma decisão que beneficiou Geraldo Alckmin em 2002, mas isso já foi anulado pelo TSE. Então, não adianta uma nova consulta. Vamos preparar nossos candidatos. O partido é muito rico, tem quadros bons e estamos analisando. Um deles será escolhido”, disse.

Diante disso, o mais cotado para representar a sigla no pleito do ano que vem em Várzea Grande é Botelho. Campos afirma que o nome do parlamentar para a disputa na Cidade Industrial é consenso dento do partido.

“O ideal seria se o Eduardo Botelho aceitasse a missão de vir disputar a Prefeitura de Várzea Grande. Se ele aceitasse disputar aqui, seu nome seria um consenso no nosso grupo”, afirmou.

Botelho se licenciou da presidência da Assembleia Legislativa no mês passado para tratar de assuntos particulares. Neste período em que está afastado das funções parlamentares, o democrata firma que irá pensar sobre a possibilidade de candidatura majoritária.

Vale ressaltar, entretanto, que o deputado também vem sendo cotado para disputar a eleição na Capital. Nesta semana, o senador Jayme Campos (DEM) revelou que o nome do secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo (PSB) também está sendo ventilado dentro do partido como possível candidato a Prefeitura de Cuiabá. O gestor deve deixar o PSB e migrar para o DEM nos próximos dias.

“O Gilberto é mestre em WhatsApp, já me comunicou que liberou o dinheiro [referente aos repasses à Saúde de Várzea Grande] desse mês de abril. E hoje ainda é dia 14. Gilberto, não é a toa que você poderá ser nosso candidato a prefeito de Cuiabá. Porque você também é craque. Quando assumimos aqui, fazia 12 meses atrasados lá de trás. Mas agora não, porque o Mauro Mendes está em dia, ninguém pode reclamar”, disse Jayme Campos, durante evento de inauguração de uma Unidade de Pronto Atendimento, em Várzea Grande.

Categorias:NOTÍCIAS

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

Navegação Rodapé