PI 69306 - CAMPANHA: TODA VIDA IMPORTA AL/MT

SELMA ARRUDA – Senadora diz que situação do Pronto Socorro de Cuiabá é ‘desumana’

“Eu já vi muita cadeia mais limpa do que aquele Pronto Socorro Municipal”, disse a senadora Selma Rosane de Arruda (PSL).

A congressista esteve na unidade de saúde na semana passada e afirma ter ficado “chocada” com a situação “desumana” que os pacientes estão sendo tratados.

Por conta disso, a senadora afirma que irá solicitar junto ao Ministério da Saúde uma auditoria no Pronto Socorro de Cuiabá.

“Eu já vi muita cadeia mais limpa do que aquele Pronto Socorro, e olha que eu não vi pouca cadeia nessa vida não. São 22 anos de juíza criminal, já visitei cadeias com vários locais do país. Já vi muita cadeia mais limpa que o Pronto Socorro, mais limpa e mais cheirosa”, enfatizou.

De acordo com ela, os problemas vão dede falta de suprimentos básicos, até questões estruturais. “Ferrugem na UTI ao lado de paciente machucado, um caldo marrom descendo de uma parede que sai de um esgoto, paredes descascadas, mofo, enfim. Isso são coisas que não tem um ambiente naquele Pronto Socorro que você não veja. Vi também falta de seringa, luvas na UTI só tinha tamanho P, que não cabia na minha mão, não havia remédio para dor. É assim que estão sendo tratados pacientes na UTI do Pronto Socorro”, relatou a senadora.

Selma esteve na unidade de saúde na última sexta-feira (17) acompanhada do promotor de Justiça Alexandre Guedes, de um auditor do Ministério da saúde, e um representante do Sindimed. A visita se deu após a congressista ter recebido uma denúncia de falta de insumos no local.

“A gente tem que tomar atitudes sérias. Estou voltando a Brasília e devo essa semana estar em reunião com ministro da saúde, vou relatar esses problemas e vou requisitar também uma auditoria oficial do Ministério da Saúde. E vou também estudar projetos de leis que humanizem mais esse tipo de local. Não podemos deixar que se perpetuem essa situação”, pontuou.

Para a senadora a “rede pública de saúde é uma fabrica de cadáveres”. “As pessoas entram no Hospital com um problema nem tão grave e não saem, ou saem em estado vegetativo. O povo não tem voz para lutar contra isso”, acrescentou.

Ela afirma que, além de interceder junto ao Ministério da Saúde, também ira buscar meios de auxiliar pessoalmente com a apresentação de projetos de leis.

“A gente precisa desde já ter muita responsabilidade, e ter atitude contra esse descaso que é a saúde publica. Quero dizer a vocês que além dessa reunião com ministro eu devo estar trabalhando num projeto para que esse tipo de coisa tenha um fim. Me comprometo com vocês em relação a isso, devo dar noticias em breve sobre a auditoria, sobre minha reunião com o ministro e quero aqui me parear, me colocar junto com os vereadores que se preocupam com o mesmo problema, para que nos possamos achar uma solução que humanize a saúde de nossa cidade e do país”, finalizou.

A falta de insumos no Pronto Socorro de Cuiabá já vinha sendo denunciado pelos vereadores de oposição há algum tempo. No mês passado, inclusive, um grupo de cinco parlamentares compraram materiais como luvas e seringas e distribuíram em diversas unidades de saúde da rede municipal.

Categorias:NOTÍCIAS

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

Navegação Rodapé